Top

Quantidade diária de proteína na dieta cetogénica

Relativamente a dieta cetogénica, uma coisa tem que ficar clara: é uma dieta rica em gordura e não em proteína.

Proteína em excesso pode ser um obstáculo para entrar em cetose. Por que? O nosso corpo não consegue armazenar proteína em excesso, então através de um processo chamado gliconeogênese a proteína é convertida em glicose. A maior parte deste processo acontece no fígado onde a glicose é criada a partir de aminoácidos, ácido lático e glicerol.

Quando a concentração de glicose circulante vinda da alimentação diminui, o glicogênio hepático e muscular é degradado fazendo com que a glicemia volte a valores normais. Entretanto, o suprimento de glicose desses reservatórios não é sempre suficiente; entre as refeições e durante longos jejuns, ou após exercícios vigorosos, o glicogênio é depletado (consumido), situação que também ocorre quando há deficiência do suprimento de glicose pela dieta ou por dificuldade na absorção pelas células. Nessas situações, os organismos necessitam de um método para sintetizar glicose a partir de precursores não-carboidratos (proteína). Isso é realizado pela via chamada gliconeogênese, a qual converte piruvato e compostos relacionados de três e quatro carbonos em glicose”

Uma vez que tenha determinado o seu nível de tolerância de hidratos de carbono, o próximo passo é determinar a quantidade de proteína.

A proteína é o que chamamos de um nutriente essencial, junto com  água, vitaminas, minerais e gordura. Os hidratos de carbono não são considerados nutrientes essenciais.

O corpo é capaz de reutilizar a proteína que já tem nos músculos, ossos e outros tecidos. Até 300 g de proteína no organismo pode ser reciclada todos os dias. A maior parte das pessoas acha que o corpo precisa de muita proteína mas dado a informação acima, não é preciso tanto assim. E proteína animal em excesso, além de atrapalhar o processo de emagrecimento, sobrecarrega os rins e é uma fonte toxinas para o corpo, devido a qualidade da carne de hoje em dia está cheia de antibióticos e hormonas.

A quantidade de proteína diária varia entre os especialistas. Alguns dizem que precisamos de 1 a 1.5 g de proteína por quilo do peso corporal. O Dr. Ron Rosedale recomenda consumir 1 grama de proteína por quilo do peso corporal e depois reduzir por 10%. O Dr. Donald Layman sugere que não se coma mais de 30 g de proteína por refeição e não mais que 140 g por dia. Com os meus pacientes, para quem pesa menos de 90 kg, começamos com no máximo 90 g de proteína por dia e para quem pesa mais de 90 kg, a quantidade de proteína é de 110 g por dia. A partir daí, vamos monitorando e fazemos os ajustes necessários. Em minha prática clínica tenho tido bons resultados com esse método.

Por exemplo:

Pequeno-almoço: 2 ovos com cogumelos laminados e 1 colher de sopa de manteiga. (20 g de proteína)

Almoço: 100 g bife de vaca e salada. 2 colheres de azeite (30 g de proteína)

Lanche: 1 porção de frutos secos  (10 g de proteína)

Jantar: 100 g peru grelhado c/ brócolos e couve-flor. 2 colheres de manteiga (30 g de proteína)

Total: 90 g de proteína

Veja a seguinte tabela como referência

Quantidade aproximada de proteína em cada alimento
(Todo o peso dos alimentos é do alimento cozinhado)
10 g 20 g 30 g
Ovos (pequenos- médios) 1 ovo 2 ovos 3 ovos
Peito de frango 35 g 70 g 100 g
Perna de frango (pequena) 1 perna 2 pernas 3 pernas
Coxa de frango 35 g 40 g 80 g
Peito de peru 35 g 70 g 100 g
Peru (outras partes) 40 g 80 g 120 g
Vitela 35 g 70 g 100 g
Carne picada 40 g 80 g 120 g
Bife, carne de vaca 35 g 70 g 100 g
Cordeiro 35 g 70g 100 g
Porco 35 g 70 g 100 g
Peixe (branco) 40 g 80 g 120 g
Atum (lata) 50 g 100 g 150 g
Salmão (lata) 45 g 90 g 135 g
Salmão fumado 45 g 90 g 135 g
Salmão filete 40 g 85 g 125 g
Vieiras 45 g 90 g 135 g
Gambas cozidas 45 g 90 g 135 g
Queijo da ilha 40 g 80 g 120 g
Queijo cheddar 40 g 80 g 120 g
Queijo edam 60 g 90 g 120 g
Queijo babybel 40 g (2 unidades) 80 g 120 g
Queijo brie ou camembert 50 g 100 g 150 g
Soja, tofu 85 g 165 g 250 g
Amêndoas 50 g 100 g 150 g
Nozes 70 g 140 g 210 g
Castanhas do pará 70 g 140 g 210 g


Caso tenha dúvida em relação a algum alimento não listado acima, uma boa fonte de referência é o site
http://www.fatsecret.pt/

Agora já sabemos como determinar a quantidade de hidratos de carbono e de proteína. No próximo artigo vamos falar sobre a quantidade de gordura.

 

Bibliografia

https://pt.wikipedia.org/wiki/Gliconeog%C3%AAnese

Keto Clarity. Jimmy Moore with Eric C. Westman, MD