Top
síndrome intestino irritável

Causas da síndrome do intestino irritável

A síndrome do intestino irritável é um problema relativamente comum, afetando entre 7 – 15% da população e sendo 1.5x mais comum nas mulheres. Os sintomas mais presentes são diarréia, obstipação e inchaço e / ou distensão abdominal.  É um problema crônico e a maior parte dos casos não são diagnosticados, devido a severidade dos sintomas, sendo que sintomas leves, moderados e graves afetem cerca de 40%, 35% e 25% dos pacientes, respectivamente. Algumas pessoas também podem ficar algum tempo sem ter sintomas, uma vez que pode acontecer dos sintomas” irem e voltarem”. As pessoas procuram ajuda profissional quando esses sintomas começam a impactar a sua qualidade de vida.

E mesmo quando procuram por ajuda profissional, receber o diagnóstico pode levar o seu tempo. O diagnóstico de SII é frequentemente dado a pacientes com incerteza e após um atraso considerável; muito tempo após o aparecimento dos primeiros sintomas. Por exemplo, um estudo mostrou que 1/4 dos pacientes com SII tinham visitado um profissional de saúde pelo menos 5 vezes antes de um diagnóstico formal ser estabelecido, enquanto outro mostrou que o tempo médio para o primeiro diagnóstico de SII era de 7 anos. 

Esse cenário contribui para aumentar a ansiedade da pessoa em relação à causa dos seus sintomas e atrasos em iniciar tratamentos eficazes.

As possíveis causas desse problema são:

  • Mudanças de motilidade (trânsito colônico acelerado ou retardado): O trânsito colônico acelerado ocorre em 15-45% dos pacientes com predominância de diarréia, enquanto o trânsito colônico lento ocorre em 5-46% dos pacientes com predominância de obstipação. Essas alterações podem ser uma conseqüência de alterações na secreção de enterócitos (tipo de célula epitelial da camada superficial do intestino delgado e intestino grosso) e / ou disfunção neuromuscular (tecido muscular do intestino). A disfunção retal também pode contribuir aqueles que têm predominância de obstipação. 
  • O ‘eixo intestino – cérebro’ é o complexo circuito de reflexo que facilita a comunicação entre o cérebro e o intestino. Fatores psicológicos como stress e ansiedade podem influenciar a motilidade gastrointestinal (aumentando ou diminuindo o tempo de trânsito); pioram a dor e prejudicam as funções secretoras e da barreira da mucosa do trato gastrointestinal. No passado, pensava-se que os sintomas psicológicos contribuíssem para os sintomas gastrointestinais (do cérebro para o intestino) de maneira unidirecional. No entanto, hoje acredita-se que essa relação seja bidirecional, com casos de pessoas com SII que desenvolvem sintomas gastrointestinais que geram sintomas psicológicos (intestino-cérebro) 
  • Alterações na microbiota: Os avanços tecnológicos mostram que pode haver diferenças entre a microbiota fecal de pessoas com SII e pessoas saudáveis. No entanto, não se sabe se essas diferenças são causa ou consequência da condição.Diferenças na composição da microbiota fecal foram descritas em uma proporção de pessoas com SII com predominância de  diarréia e obstipação]. A dieta é considerada um importante modulador externo da microbiota, com hábitos alimentares de curto e longo prazo afetando o microbioma.
  • Gastroenterite: uma das causas da SII pode estar relacionada a interações micróbio-hospedeiro. O aumento da permeabilidade da mucosa e da ativação do sistema imune pode ocorrer após uma crise de gastroenterite e geralmente está associado a sintomas predominantes de diarréia.

Se recebeu um diagnóstico ou suspeita que sofre de síndrome do intestino irritável, marque uma consulta e descubra como podemos lhe ajudar.