Top
dieta fodmap

Como fazer a dieta fodmap?

A dieta FODMAP é uma excelente opção para quem sofre da síndrome do intestino irritável (SII): em um estudo realizado 70% dos participantes com SII que seguiram uma dieta baixa em FODMAP tiveram uma redução significativa nos sintomas. Vale a pena lembrar que esta dieta não é uma cura para a síndrome do intestino irritável, mas sim, uma forma de controlar os sintomas.

Como fazer a a dieta fodmap?

A dieta FODMAP é realizada em três fases. O objetivo principal é o controle dos sintomas e definir uma dieta personalizada com o mínimo de restrições possíveis.

Fase 1 – Dieta baixa em FODMAP 

O objetivo é eliminar alimentos ricos em FODMAP e assim, aliviar dos sintomas. Os alimentos com quantidades  altos e moderados de FODMAP são trocados por alternativas baixas em FODMAP

Esta fase é realizada durante 2 – 6 semanas, com base em estudos que observaram melhorias nos sintomas dentro desse período.

Fase 2 – reintrodução de FODMAP 

O paciente só progride para a fase 2 se tiver uma melhoria nos sintomas.

Nesta fase o objetivo é identificar os subgrupos de FODMAP (excesso de frutose, lactose, GOS, frutanos, manitol e / ou sorbitol) o / os qual / quais o indivíduo mostra sensibilidade.

Durante esse período, alimentos com quantidades altas e moderadas de FODMAP são reintroduzidos, sendo apenas 1 subgrupo FODMAP testado de cada vez. 

Esta fase dura entre 6 a 8 semanas, com base na experiência clínica, que mostra que esse é o tempo necessário para concluir todas as reintroduções.

Fase 3 – personalização da dieta FODMAP

O objetivo é minimizar as restrições, adicionar mais variedade à dieta e definir uma dieta FODMAP ‘personalizada’ a longo prazo.

Nesta fase, o paciente finalmente entende quais FODMAPs eles toleram e quais causam  sintomas. A sua dieta restringe apenas os FODMAPs mal tolerados em quantidades que sejam adequadas para o controle dos sintomas

É importante o paciente estar ciente que certos sintomas são normais, como por exemplo a flatulência. A flatulência resulta da fermentação de certas substâncias no intestino grosso e a expectativa é reduzir flatulência que seja desconfortável mas não eliminar completamente a flatulência. 

A severidade dos sintomas e tolerância ao FODMAP podem variar com o tempo, uma vez que vários fatores podem influenciar essas alterações, como o stress. Isso significa que, se teve que eliminar algum subgrupo da FODMAP, vale a pena repetir o processo de reintrodução dentro de 3 a 6 meses para verificar se a tolerância mudou.

Para finalizar, os alimentos ricos em FODMAP não são ruins. São fontes de prebióticos que são importantes para a saúde. Portanto a dieta deve ser realizada de forma flexível e o seu nível de restrição deve ser somente o necessário para aliviar os sintomas.

Se precisa de ajuda para seguir uma dieta FODMAP, clique aqui para saber mais informações e agendar a sua consulta.