Entrega grátis em Portugal para compras superiores a 40€

 - 
English
 - 
en
French
 - 
fr
German
 - 
de
Italian
 - 
it
Portuguese
 - 
pt
Russian
 - 
ru
Spanish
 - 
es
0
  • No products in the cart.
nutrição funcional o que é

Afinal, o que é a Nutrição Funcional?

É um facto: Nutrição está na berra! Há cada vez mais informação disponível, apesar de bastante contraditória e muita dela sem base científica, sendo que é cada vez mais importante saber filtrar e perceber de facto o que é relevante e o que são modas passageiras.

Acredito que perceba o que é a Nutrição num sentido empírico e os seus principais objetivos, mas de certeza que já deparou com uma “nova” Nutrição, a Funcional. 

E fica a pensar… O que será a Nutrição Funcional? Será assim tão diferente da “convencional”?

A Nutrição Funcional não é uma especialidade de Nutrição e não se limita a uma única área. É sim, uma estratégia, uma forma diferente de ver o panorama geral e intervir de forma diferenciada.

Confuso? Então, vamos por partes:

Todos os sistemas do seu corpo funcionam em sintonia e quando há um determinado desequilíbrio, leva a que esta sintonia seja interrompida, levando ao surgimento de sintomas e/ou doenças. A Nutrição Funcional tenta perceber as causas desse mesmo desequilíbrio, intervir e restaurar novamente a sintonia.

Uma forma simples de perceber esta sintonia é através desta representação (by IFM)

nutrição funcional

Esta perceção é feita através da análise de inúmeros fatores:

  • Antecedentes: historial clínico e não só;
  • Gatilhos: quando começou e o que alterou antes e após;
  • Mediadores e perpetuadores: o que está a acontecer à pessoa, como carências nutricionais, patologias ou outras.

A Nutrição Funcional foca-se em 4 pontos:

  1. Personalizada: a intervenção é sempre individualizada;
  2. Preditiva: os parâmetros bioquímicos são monitorizados através de exames laboratoriais;
  3. Preventiva: a abordagem altera o foco, em que numa primeira fase centra-se na doença alterando para o bem-estar e promoção da saúde da pessoa;
  4. Participativa: envolve e capacita a pessoa.

A Nutrição Funcional é centrada em si e não na doença! 

Curioso? Faça uma Consulta de Nutrição Funcional e perceba por si mesmo as diferenças.

Clique aqui para marcar uma consulta.

Artigo publicado pela Nutricionista Ana Santos.

 

×