Top
 

Dieta FODMAP

Agende hoje a sua consulta

O que é a dieta FODMAP?

O termo FODMAP é o acrónimo que deriva de Fermentable Oligosaccharides, Disaccharides, Monosaccharides And Polyols (Oligossacarídeos Fermentáveis, Dissacarídeos, Monossacarídeos e Polióis).

Em termos mais simples, são um grupo de hidratos de carbono de cadeia curta que são fermentáveis e pouco absorvidos no intestino delgado. Os FODMAP estão naturalmente presentes nos alimentos e na dieta humana, e devido a não serem devidamente absorvidos, são uma fonte de alimentos para as bactérias da flora intestinal, o que pode provocar desconforto.

Assim, o principal objetivo da dieta FODMAP é reduzir ou eliminar estes componentes de hidratos de carbono que estejam presentes na sua alimentação.

A dieta FODMAP é recomendada para pessoas que sofrem de síndrome do cólon irritável, doença celíaca, doença de Crohn ou outros distúrbios digestivos.

Em que alimentos estão presentes os FODMAP?

Podemos encontrar os FODMAP através de diferentes grupos alimentares:

  • Oligosaccharides
    • incluindo frutanos e galacto-oligossacidos – algumas frutas, legumes e cereais;
  • Disaccharides
    • incluindo lactose – leite e alguns derivados;
  • Monosaccharides
    • incluindo frutose – algumas frutas, vegetais e adoçantes;
  • Polyols
    • incluindo sorbitol, xilitol e manitol – algumas frutas, vegetais e aditivos.

Sendo que são rapidamente metabolizado por bactérias no intestino (Fermentable).

 

A dieta FODMAP tem as seguintes vertentes:

  • Geral baixa em fodmaps;
  • Lacto-ovo vegetariana baixa em fodmaps;
  • Vegan baixa em fodmaps;
  • Low fat baixa em fodmaps;
  • Sem lactose baixa em fodmaps.

Que sintomas os FODMAP podem causar?

Pessoas intolerantes aos FODMAPS podem ter os seguintes sintomas:

  • Inchaço e distensão abdominal
  • Dor e desconforto abdominal
  • Alteração nos hábitos intestinais
  • Variações nas fezes
  • Flatulência em excesso
  • Sons no intestino
  • Fadiga

Como os FODMAPs causam os sintomas intestinais?

Os sintomas causados pelos FODMAPs podem ocorrer quando:

  • são mal absorvidos no intestino delgado;
  • as moléculas pequenas dos FODMAP são consumidas em grandes quantidades;
  • as moléculas não são absorvidas no intestino delgado, e que ao chegarem ao cólon metabolizam-se com as bactérias que estão lá presentes, produzindo hidrogénio, dióxido de carbono e metano.

Os vários tipos de FODMAPs estão geralmente presentes numa refeição, e porque todos causam distensão quando chegam ao cólon, os efeitos são cumulativos. Isso significa que a intensidade da distensão depende da quantidade de FODMAPs consumidos.

Agende hoje a sua consulta

Michelle Bond

Graduada em Naturopatia, Nutrição, Fitoterapia e Homeopatia pela Australasian College of Natural Therapies em Sydney, Austrália (2006 a 2009).

Saiba mais

Perguntas Frequentes

A Dieta FODMAP é eficaz?

A dieta FODMAP é comprovada cientificamente (os resultados dos estudos foram publicados no peer review journal Clinical Gastroenterology and Hepatology pela American Gastroenterology Association).

A dieta FODMAP é eficaz porque:

  •  providencia todos os nutrientes que precisa;
  •  pode ajudar a reduzir ou até mesmo eliminar os sintomas gastrointestinais a longo prazo;
  • não é uma cura para a síndrome do cólon irritável, mas pode ajudar na prevenção dos sintomas (NOTA: uma em cada quatro pessoas com este síndrome podem não apresentar melhorias com a dieta, uma vez que é possível existirem outros factores que causam os sintomas).
Reintrodução dos FODMAPs na alimentação. Como funciona?

Após ter seguido a dieta FODMAP durante dois meses e obter melhorias nos sintomas, é possível voltar a introduzir os FODMAP na sua alimentação. A introdução dos alimentos com estes componentes é feita de forma gradual. Ou seja, é introduzido um grupo de alimentos cada vez, de maneira a descobrir qual ou quais fazem disparar os sintomas indesejados. Assim como que quantidade consegue tolerar. Este processo é chamado de “food challenge” e pode ser considerado a fase de manutenção do plano alimentar.

Qual é preço da primeira consulta?

Consultas

  • 1ª consulta com exame de composição corporal Seca mBCA: 85€ / seguintes (30mis) 55€ ou 29€ (15mins)
  • Pacote com 3 consultas de nutrição (inclui exame): 169€
  • Pacote com 5 consultas de nutrição (inclui exame): 259€

Nutrição & Coaching

  • Programa de Transformação Nutricional (1 consulta de nutrição, 2 exames de composição corporal e 5 sessões de coaching): 419€

Nutrição & Medicina Estética

  • Advanced
    • 2 consultas de nutrição
    • 10 sessões de tratamentos estéticos
    • 559€
  • Ultimate
    • 3 consultas (2 nutrição / 1 coaching)
    • 15 sessões de tratamentos estéticos
    • 785€
  • Extreme
    • 3 consultas (2 nutrição / 1 coaching)
    • 20 sessões de tratamentos estéticos
    • 959€

Pagamento em até 3 vezes sem juros.

Como funciona o acompanhamento?

Ofereço apoio para as dúvidas, que possam surgir após as consultas, via Whatsapp ou e-mail. Gosto de acompanhar os meus pacientes de perto, principalmente no início do tratamento. Pois, desta forma, os resultados são melhores.

Clientes Satisfeitos

Depois de ter o meu segundo filho, e de maus hábitos alimentares, ganhei muito peso. Com o acompanhamento que tive na Clínica consegui perder 7 quilos e agora sinto-me muito bem! Obrigado a todos.

Fátima (38 Anos)

Lisboa

Sempre tive muitas dificuldades em dormir, tentei muitas terapias mas só com a ajuda da Dra Michelle é que descobri o que é uma boa noite de sono. Sou hoje uma pessoa diferente e com muito mais energia.

Carla (45 Anos)

Algés

Agende hoje a sua consulta