Entrega grátis em Portugal para compras superiores a 40€

 - 
English
 - 
en
French
 - 
fr
German
 - 
de
Italian
 - 
it
Portuguese
 - 
pt
Russian
 - 
ru
Spanish
 - 
es
0
  • No products in the cart.
Síndrome da Fadiga Crónica | Fadiga adrenal

Falta de Energia? Saiba os 3 principais erros que comete na sua alimentação!

O seu dia é cada vez mais frenético, as horas passam a correr e o tempo fica cada vez mais escasso para todas as suas tarefas.

Aquela energia que sente após umas boas férias rápido se desvanece e assim que a semana inicia, começa a contar os dias que faltam para o fim-de-semana!

No trabalho, a concentração é pouca e as idas, para se abastecer de café, são cada vez mais! Aquela busca por energia rápida é enorme e vai pelo que é mais simples e rápido… Identifica-se?

Se sim, este artigo vai ser uma ótima ajuda para si!

Quando se fala de energia, acredito que há alguns alimentos que lhe saltam automaticamente à cabeça, mas serão realmente energéticos no bom sentido da palavra?

De uma forma muito sucinta, há 3 grandes erros que comete e ainda mais energias lhe vão tirar! E pergunta, e muita bem, que alimentos são estes? Aqui estão eles:

  • O açúcar;
  • O café;
  • E a água ou mais acertadamente, a falta dela! 

Fique descansado/a, vou explicar de uma forma simples o porquê:

Açúcar:

  • O açúcar é sem dúvida uma fonte de energia e pode-lhe até fazer sentido incluir alimentos ricos em açúcar para lhe dar aquele boost que lhe falta, mas acredite, vai fazer exatamente o inverso!
  • Por ser uma fonte de energia rápida, é absorvida também de uma forma muito rápida e aquele efeito de boost, rapidamente de desvanece; quando o pico de energia baixa, sente necessidade de comer novamente outro doce, para que sinta de novo aquele pico de energia e assim continuamente…
  • Se gosta de andar numa montanha-russa constante, tudo certo, mas não está a fazer o melhor para o seu organismo, acredite!

Café:

  • Estimulante por natureza, é das bebidas mais utilizadas para despertar e dar energia ao longo do dia, mas será que é o ideal? Quantos mais, melhor?
  • O café pode ser bebido sim, mas com moderação: a cafeína tem um efeito estimulante e até pode beneficiar a nível de concentração, mas quando em excesso, faz exatamente o inverso! 
  • Se sente que se alimenta de café, este está a tirar-lhe o resto das suas energias: tenha atenção aos horários em que o bebe e comece a reduzir a sua dose diária! 

Água ou mais acertadamente, a falta dela:

  • Tem dificuldade em beber água de forma regular? Fica tão emprenhado/a nas tarefas do dia-a-dia, e simplesmente lhe passa ao lado? Fique alerta e tenha mais atenção à quantidade de água que bebe ao longo do dia isto porque, quando está desidratado/a, um dos sintomas, é fadiga;

Se comete algum destes 3 erros no seu dia-a-dia, agora já sabe por onde começar! Dê os primeiros passos e recupere novamente as suas forças!

Para além da sua alimentação, é importante ter em consideração outros fatores:

  • Uma boa noite de sono;
  • A prática regular de exercício físico.

Agora, se é uma pessoa que já tem cuidado com todos os pontos que referi anteriormente, a causa para a sua falta de energia constante é outra! E é aqui que a Nutrição Funcional tem o seu papel: aprofundar todo o seu historial e ir ao fundo da questão!

Possíveis causas:

Carências nutricionais: 

  • Há nutrientes que estão diretamente ligados à produção de energia no seu organismo e quando há défices/carências, todo o processo fica afetado;
  • Magnésio, vitaminas do complexo B, ferro, carnitina, coenzima Q10, selénio, vitamina C, são alguns desses nutrientes.

Tiroide:

  • A tiroide produz hormonas relevantes no processo de produção de energia do organismo; 
  • Quando há alguma disfunção nesta glândula, a produção destas hormonas fica afetada e por sua vez, pode ser um dos fatores para a sua falta de energia;
  • Uma das causas para a disfunção da tiroide pode ter origem alimentar;

Inflamação: 

  • De uma forma geral, a inflamação leva a danos nas células que por sua vez leva a uma desregulação das estruturas e das suas funções;
  • A causa dessa mesma inflamação pode ser de múltiplos fatores: alimentação, stress, sistema imunitário debilitado, resistência à insulina, estilo de vida, sedentarismo, entre muitos outros.

Sem dúvida, é necessário alterar o seu estilo de vida: se está realmente cansado/a, tome as rédeas da sua vida de vez! E lembre-se, estou aqui para o/a ajudar! ☺

Clique aqui para marcar a sua consulta.

 

Artigo escrito pela nutricionista Ana Santos.

×