Entrega grátis em Portugal para compras superiores a 40€

 - 
English
 - 
en
French
 - 
fr
German
 - 
de
Italian
 - 
it
Portuguese
 - 
pt
Russian
 - 
ru
Spanish
 - 
es
0
  • No products in the cart.

Poderá uma dieta sem glúten agravar a Síndrome do Intestino Irritável?

A maioria dos estudos têm demonstrado que, os pacientes que sofrem da síndrome do intestino irritável, ao seguir uma dieta sem glúten reportam alívio a nível de sintomas mas, a única forma de perceber se na sua situação tem um resultado positivo ou não, é fazer a experiência, sob supervisão de um profissional de saúde.

A Síndrome do Intestino Irritável é tão única como a pessoa!

Um dos pontos mais importantes que deve reter sobre a síndrome do intestino irritável é que os sintomas são individuais e  únicos em cada pessoa. Poderá conhecer outras pessoas que sofrem de síndrome do intestino irritável e com sintomas totalmente distintos. 

Como será possível que pessoas que sofrem do mesmo problema a nível intestinal e que têm sintomas completamente distintos? 

Por um lado, existem fatores no estilo de vida da pessoa, como stress, qualidade do sono e hábitos alimentares que têm impacto nos sintomas. Existem também diferentes tipos de SII – SII com predominância de diarreia (SII – D) e SII com predominância da obstipação (SII-O) e o tipo misto  de obstipação (SII-M), tendo cada um sintomas distintos.

Porquê o glúten? 

O glúten é uma proteína que está presente naturalmente no trigo, centeio e cevada. Esta proteína foi identificada e relacionada com a doença celíaca no início dos anos 50.

No final da década de 70, foi observado que os pacientes que não sofriam de doença celíaca  mas que excluíram o glúten, notaram alívio nos sintomas, entre eles dor abdominal e diarreia.  

Embora a sensibilidade ao glúten não celíaca exista há quase cinco décadas, ainda é uma condição relativamente recente e que precisa de mais estudos e pesquisas. 

Curiosamente, alguns estudos clínicos mostram uma relação entre o glúten e a síndrome do intestino irritável.

Glúten e síndrome do intestino irritável

Existem profissionais de saúde que recomendam um teste de sensibilidade/intolerância ao glúten para os pacientes com síndrome do intestino irritável. Esta recomendação deve-se à relação encontrada do glúten aos sintomas da síndrome do intestino irritável. 

Um dos estudos foi realizado em 2015 e os resultados mostraram que 50% dos participantes apresentaram uma melhoria nos sintomas. Outro estudo internacional demonstrou que indivíduos com síndrome do intestino irritável como com sensibilidade ao glúten notaram diversos benefícios seguindo uma alimentação sem glúten. 

Alguns estudos descobriram que uma alimentação sem glúten, especialmente uma dieta sem trigo, trazia benefícios para os pacientes com a síndrome do intestino irritável que também eram sensíveis ao glúten. 

Estas descobertas podem levar a concluir que uma dieta sem glúten será a melhor estratégia para quem sofre de síndrome do intestino irritável. Mas, como indicado anteriormente, o estilo de vida da pessoa é extremamente relevante. Embora haja evidência em que alguns pacientes com síndrome do intestino irritável e que eliminam o glúten do seu dia-a-dia, têm menos crises como sintomas graves, contudo, não significa que ao eliminar o glúten, a síndrome do intestino irritável estará resolvida de uma vez por todas. 

Os erros mais comuns 

Infelizmente, existem pessoas que cometem o erro de adotar uma alimentação sem glúten com base em estudos, ou pior até, em boatos ou por outras pessoas fazerem o mesmo. O fato de a alimentação sem glúten ser cada vez mais tendência, é também mais apelativa!

Outro erro também bastante comum é as pessoas fazerem essas alterações a nível alimentar sem acompanhamento por um Nutricionista. 

Se foi diagnosticado com síndrome do intestino irritável e tem como objectivo gerir da melhor forma os seus sintomas, será importante procurar ajuda de um especialista. Não siga uma alimentação sem glúten (ou até outro tipo de alimentação) sem consultar primeiro um nutricionista. Caso contrário, estará a colocar a sua saúde em risco, podendo desenvolver algum défice nutricional, fadiga ou outras condições relacionadas com desnutrição. 

Alterações alimentares

A maioria dos pacientes com síndrome do intestino irritável são aconselhados a seguir uma dieta baixa em FODMAP, pois esta estratégia tem uma relação positiva na melhoria dos sintomas. E se há algo nos estudos e pesquisas já mencionados indicam é que a dieta sem glúten traz também benefícios nas pessoas que sofrem desta síndrome. 

A razão pela qual o tratamento do paciente envolve alterações a nível alimentar, é porque os sintomas estão relacionados com determinados alimentos. Uma vez feitas as alterações a nível alimentar, é provável que haja alterações na forma como os sintomas se manifestam. Se a mudança for positiva (redução da frequência e severidade dos sintomas) ou negativa (aumento da frequência e severidade dos sintomas) dependerá da resposta do organismo à alimentação como fatores pessoas. 

Sabe, por experiência própria, que basta ingerir uma pequena quantidade de um determinado alimento, pode ser o suficiente para despoletar os sintomas. O objectivo de uma alimentação sem glúten é perceber se existe alguma correlação ou não com os seus sintomas. 

Tentativa e erro

O principal objetivo é experimentar uma alimentação sem glúten, mas sem garantias. Pois, pode ou não funcionar para si. Se porventura, uma alimentação sem glúten agravar os seus sintomas, não significa que os estudos são falsos ou que a dieta é ineficaz. Apenas significa que esta dieta não é a mais indicada para si!

E novamente o reforço da importância de ser acompanhado por um especialista neste processo! 

A nutricionista será a pessoa mais indicada para analisar, fase às suas condições específicas da síndrome do intestino irritável, as suas necessidades nutricionais como estilo de vida, analisar os pontos positivos e negativos de uma dieta sem glúten.

Não há como prever se uma dieta sem glúten é o melhor tratamento para si mas, não deixe que a incerteza dos resultados o impeça de questionar se valerá ou não apostar nessa estratégia para melhorar os seus sintomas. 

Estamos aqui para o ajudar nesta jornada

Viver com a síndrome do intestino irritável pode ser algo difícil mas, não precisa de o ser! Uma vez que tenha o conhecimento do seu lado, gerir os sintomas da pode ser muito mais fácil. A nossa Clínica poderá ajudá-lo neste processo!

Se gostou, e pretende agendar uma consulta…

Marcar Consulta

Tradução do artigo da New Life Nutrition – Can a Gluten Free Diet Make IBS worse? – https://www.newlifenutrition.com.au/gut-and-bowel-health/irritable-bowel-syndrome/can-a-gluten-free-diet-make-my-ibs-worse/
×